Sem outsiders

FHC duvida do novo na eleição após a desistência de Huck e nega que teste outro “outsider”

Segundo informações do Valor, tucano negou que esteja agora "sensível" à candidatura do empresário Flávio Rocha

SÃO PAULO – Visto como um dos defensores de nomes novos na política, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso está mais desanimado com a perspectiva de outsiders na disputa eleitoral de 2018 após a desistência do apresentador Luciano Huck. 

Segundo o Valor Econômico, ele afirmou estar descrente da possibilidade de aparecer um novo nome. “Acho difícil. “Sabemos mais ou menos o quadro. Luciano Huck poderia ser o novo, não tinha alma política e por isso estava sendo esperado como renovador; Joaquim Barbosa, que falam de vez em quando, nunca teve opinião política real. Quem mais? Os demais são políticos conhecidos e calejados”, apontou o tucano. 

FHC ainda negou que esteja agora de olho na candidatura do presidente da Riachuelo, Flávio Rocha, como chegou a ser ventilado após Huck desistir da eleição. “Não conheço esse candidato, como ele se chama? Rocha. Nunca vi, pelo menos que eu me lembre. Não estou apostando em nada, alguns dizem até que encomendei pesquisa, que estou insatisfeito, tudo mentira”, afirmou o tucano. Na semana passada, a Folha de S. Paulo informou que o ex-presidente tucano havia pedido a um conhecido que trabalha com marketing político a realização de uma pesquisa qualitativa sobre nomes para o Planalto e testaria o nome de Flávio Rocha. 

PUBLICIDADE

Ele ainda afirmou que “há muita intriga” sobre o assunto. “Com o Luciano eu conversei, como converso sempre, sou amigo dele, da mãe dele, do padrasto dele, do irmão dele, é uma relação que prezo. Mas eu nunca disse outra coisa a não ser que ficaria com o PSDB, com o candidato do partido. Tem muita onda, muita intriga”. O tucano afirma que mantém contato com o governador de São Paulo Geraldo Alckmin, que provavelmente será o candidato do PSDB. As falas de FHC defendendo a entrada de novos nomes na política foram vistas com irritação por aliados do governador paulista, que ainda patina nas pesquisas. 

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear