Política

FHC critica programa eleitoral do PT: “partido esquece que passado são eles”

"Ninguém vota no passado. Votamos no futuro. E o passado não foi horrível. As pessoas entendem que as transformações do Brasil passaram a ser fortes no meu período. Lula entrou na onda", afirmou o ex-presidente FHC

SÃO PAULO – O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, fez críticas ao programa eleitoral do PT por fazer propaganda política criticando o passado do País. O partido erra ao apelar para essa estratégia, afirmou FHC, uma vez que na última década o Brasil foi governado justamernte pelos petistas. “Essa história de jogar a culpa no passado já passou. O passado são eles”.

“Ninguém vota no passado. Votamos no futuro. E o passado não foi horrível. As pessoas entendem que as transformações do Brasil passaram a ser fortes no meu período. Lula entrou na onda”, afirmou o ex-presidente brasileiro entre 1995 e 2002.

Para FHC, ao dizer que o desenvolvimento do País é uma conquista das gestões de Lula e de Dilma, o governo precisa explicar por que a economia está tão baixa. “O investimento não veio.” Para os adversários de Dilma, a postura adotada pelo PT na propaganda é um “terrorismo eleitoral”. Vale ressaltar que, na semana passada, o partido utilizou o seu tempo na TV para transmitir a mensagem de que, com uma vitória da oposição, haveria retrocesso do ponto de vista social e econômico. 

PUBLICIDADE

Por outro lado, FHC ressaltou que a crise energética, um dos desafios atuais do governo Dilma, não deve ser encarado como uma crítica ao governo. “Faltou investimento? Não. Faltou chuva.”

Fernando Henrique Cardoso deu essas declarações ao jornal em Israel, onde recebeu o título de doutor honoris causa pela Universidade de Tel Aviv, que elogiou os estudos do ex-presidente quanto às teorias de dependência e desenvolvimento.