Alfinetada

FHC critica programa “Ciência Sem Fronteiras” e afirma: “precisamos de educação básica”

Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente do Brasil, participou nesta semana do evento "20 anos depois do Plano Real: um debate sobre o futuro do Brasil"

SÃO PAULO – Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente do Brasil, afirmou no evento “20 anos depois do Plano Real: um debate sobre o futuro do Brasil”, na quarta-feira (12), que a prioridade do Brasil tem que ser a educação básica. “Nada é mais importante que a educação, pois é com ela que se arruma todo o resto”, disse. “Primeiro temos que dar educação básica, para depois mandar as pessoas para fora”, complementou.

O presidente deixou claro que é importante sim mandar pessoas para fora do país, para estudar, mas reiterou que essa não é a prioridade neste momento. “Claro que tem que mandar, mas não pode fazer só isso e esquecer o resto, o mais importante”, explicou.

De acordo com FHC, sem educação básica, a única coisa boa de mandar os brasileiros para fora do país é para eles poderem comparar, ficando assim mais críticos em relação ao Brasil. “Você vai mandar pessoas para fora sendo que elas não falam nem a língua?! Não adianta. Dê educação básica e um bom ensino superior e depois invista em um programa para mandar as pessoas para estudar fora do país”, afirmou o presidente, que não citou em nenhum momento o nome do programa “Ciência Sem Fronteiras”.