Mas elogia agentes

Federação da policiais federais critica atuação de delegado na Carne Fraca

Por outro lado, defendeu o modo de atuação dos agentes federais, considerado "irrepreensível" pela entidade

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

Em resposta à crítica do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, de que a Operação Carne Fraca cria “fantasias” sobre o assunto, a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) defendeu o modo de atuação dos agentes federais, considerado “irrepreensível” pela entidade.

Em publicação no site da federação, o presidente Luís Boudens disse nesta segunda-feira, 20, que, para proteger setores do mercado e do governo, “há uma orquestração para descredenciar as investigações de uma categoria que já provou merecer a confiança da sociedade”.

Boudens ressaltou que os agentes federais que trabalham nas investigações não participam das divulgações delas – o governo federal considerou que houve exagero na maneira em que as informações da Carne Fraca foram divulgadas.

Aprenda a investir na bolsa

O presidente da Fenapef ainda criticou diretamente o delegado Maurício Morcardi, que concedeu entrevista na sexta-feira, 17, sobre a operação. “Moscardi, por exemplo, não tem a menor condição de ser apresentado como coordenador de qualquer operação. Seu tempo na Polícia Federal por si só já justifica sua inexperiência para tratar de assuntos delicados”, disse. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.