Novo apoio

Ex-procurador-geral da República, Janot declara que votará, “por exclusão”, em Haddad

Janot ficou à frente do Ministério Público Federal entre 2013 e 2017 e foi considerado um dos algozes do PT quando esteve à frente do órgão

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após Joaquim Barbosa, outra importante figura do meio jurídico declarou seu voto à presidência pelo Twitter – e em Fernando Haddad (PT). Trata-se do ex-procurador-geral Rodrigo Janot, que afirmou que votará, “por exclusão”, no candidato do PT à presidência. 

“Já fui chamado de petista e antipetista. Já fui psdebista e anti tbem [sic]. Houve muita especulação sobre meu interesse eleitoreiro na minha atuação profissional. Nada se comprovou. Agora, não posso deixar passar barato discurso de intolerância e etc. Por exclusão, voto em Hadad [sic]”, disse em sua conta no Twitter.

Janot ficou à frente do Ministério Público Federal entre 2013 e 2017 e foi considerado um dos algozes do PT quando esteve à frente do órgão. Ele chegou a denunciar a cúpula do partido, incluindo o ex-presidente Luiz Lula, por organização criminosa no âmbito da Lava Jato.

Aprenda a investir na bolsa

Antes de se pronunciar, Janot já havia retuitado publicações que mostraram apoio de outras personalidades ao candidato petista. 

Confira o tuíte de Janot:

A hora de investir em ações é agora: abra uma conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!