Novo apoio

Ex-procurador-geral da República, Janot declara que votará, “por exclusão”, em Haddad

Janot ficou à frente do Ministério Público Federal entre 2013 e 2017 e foi considerado um dos algozes do PT quando esteve à frente do órgão

SÃO PAULO – Após Joaquim Barbosa, outra importante figura do meio jurídico declarou seu voto à presidência pelo Twitter – e em Fernando Haddad (PT). Trata-se do ex-procurador-geral Rodrigo Janot, que afirmou que votará, “por exclusão”, no candidato do PT à presidência. 

“Já fui chamado de petista e antipetista. Já fui psdebista e anti tbem [sic]. Houve muita especulação sobre meu interesse eleitoreiro na minha atuação profissional. Nada se comprovou. Agora, não posso deixar passar barato discurso de intolerância e etc. Por exclusão, voto em Hadad [sic]”, disse em sua conta no Twitter.

Janot ficou à frente do Ministério Público Federal entre 2013 e 2017 e foi considerado um dos algozes do PT quando esteve à frente do órgão. Ele chegou a denunciar a cúpula do partido, incluindo o ex-presidente Luiz Lula, por organização criminosa no âmbito da Lava Jato.

PUBLICIDADE

Antes de se pronunciar, Janot já havia retuitado publicações que mostraram apoio de outras personalidades ao candidato petista. 

Confira o tuíte de Janot:

A hora de investir em ações é agora: abra uma conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!