PSDB de Minas

Ex-presidente do PSDB mineiro é preso temporariamente em operação que mira campanhas tucanas

Narcio Rodrigues teria se valido de contratos relacionados ao projeto Hidroex para captar recursos ilícitos para campanhas eleitorais do PSDB em 2012 e 2014

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Polícia Militar e o Ministério Público Estadual de Minas Gerais deflagraram nesta segunda (30) uma operação que cumpre 16 mandados, culminando com a prisão temporária do ex-presidente do PSDB de Minas Gerais Narcio Rodrigues, que foi secretário no governo do hoje senador Antonio Anastasia (PSDB).

Ele foi levado pela manhã para prestar depoimento à Promotoria de Combate ao Crime Organizado do MP-MG (Ministério Público de Minas Gerais). De acordo com fontes ouvidas pelo jornal Folha de S. Paulo, há provas de que Rodrigues se valeu de contratos relacionados ao projeto Hidroex para captar recursos ilícitos para campanhas eleitorais do PSDB em 2012 e 2014.  A autorização para o início das atividades do Hidroex foi assinada pelo então governador Aécio Neves, hoje senador e presidente nacional do PSDB, em fevereiro de 2010.

A Operação foi chamada de Aequalis, e significa ‘igualdade’, em latim. O filho de Narcio Rodrigues, o deputado federal Caio Narcio, acompanha o pai no MP.

Aprenda a investir na bolsa

Na votação pelo impeachment na Câmara, Caio Narcio votou a favor da admissão do pedido contra Dilma Rousseff e afirmou:  “Por um Brasil onde meu pai e meu avô diziam que decência e honestidade não era possibilidade. Era obrigação. Por um Brasil onde os brasileiros tenham decência e honestidade. Por Minas, pelo Brasil, para os jovens que estão lá fora nas ruas, verás que um filho teu não foge à luta”.