Ex-presidente do Peru aceita concorrer ao Senado japonês

Em prisão domiciliar no Chile, Alberto Fujimori confirma sua candidatura ao Senado. Político emitirá comunicado explicando os motivos de sua decisão

SÃO PAULO – O ex-presidente peruano, Alberto Fujimori, aceitou ser candidato ao Senado japonês pela legenda Kokumin Shinton Nippon (Novo Partido dos Cidadãos) nas eleições que ocorrerão no dia 29 de julho.

Segundo o porta-voz de Fujimori, o ex-líder peruano, que está no Chile em prisão domiciliar, emitirá um comunicado explicando os motivos de sua decisão.

Eleições japonesas

Fujimori, que também tem nacionalidade japonesa, pode ser o primeiro líder de outro país a se candidatar às eleições japonesas. O porta-voz afirmou que a candidatura não obriga o ex-presidente renunciar à nacionalidade peruana.

Em seu governo, Fujimori introduziu medidas para controlar a inflação e combater o terrorismo no Peru. O ex-presidente fugiu de seu país em 2000, após a descoberta de uma rede de corrupção criada por seu assessor Vladimiro Montesinos.