Mortes na prisão

Ex-ministro de FHC culpa ministro de Temer por massacre em presídios e cobra: “deveria renunciar”

Titular da pasta dos diretos humanos de FHC, Paulo Sérgio Pinheiro afirmou que Alexandre de Moraes não repassou verbas suficientes para manutenção de penitenciárias

SÃO PAULO – Paulo Sérgio Pinheiro, ex-ministro dos Direitos Humanos do governo Fernando Henrique Cardoso, acusou o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, de ser o responsável pelos recentes massacres em presídios brasileiros que já resultaram na morte de 95 detentos em 2017. 

Em vídeo, Pinheiro defendeu ainda a renúncia de Moraes. Caso tivéssemos um governo de democraticamente eleito, o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, já deveria ter apresentado a sua renúncia, porque é ele o maior responsável pela chacina na penitenciária de Manaus”, afirmou.

O diplomata disse ainda que o ministro da Justiça não fez os repasses de verbas necessários para a manutenção de presídios e que as chacinas são “crônicas de uma morte anunciada”. Para o ativista de direitos humanos, o governador do Amazonas, José Melo (Pros), também tem responsabilidade no episódio de Manaus, que ocorreu no início da semana.