Cacique do PMDB

Ex-governador de Minas Gerais critica Michel Temer e dispara: “vai cair”

Newton Cardoso foi contundente em suas palavras e disse presidente abandonou a porção mineira do partido

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em reunião da executiva do PMDB de Minas Gerais, o ex-governador de Minas Gerais, Newton Cardoso, afirmou que Michel Temer “esnobou” a porção mineira do partido e que o presidente não terá o voto dos 13 deputados do PMDB de Minas Gerais. Por fim, sacramentou: Temer “vai cair”.

“Burramente [Michel Temer] não convidou Minas Gerais para o governo. Não ia dar certo. Ele é meu amigo, mas não ouviu: até o partido dele está contra ele. Não vai ter voto nem no partido. PMDB de Minas vai votar contra”, disse o cacique peemedebista ao GloboNews.

A rusga entre os líderes do partido começou quando Michel Temer desistiu da nomeação do filho de Newton Cardoso, Newton Cardoso Júnior, para o Ministério da Defesa em maio do ano passado. Na época, o ex-governador afirmou que se Temer fosse para Minas Gerais “seria recebido a pontapés”.

Aprenda a investir na bolsa