Operação Lava Jato

Ex-diretor da Petrobras é preso mais uma vez pela Polícia Federal

Costa havia sido preso no fim de março, após ser acusado de eliminar documentos que poderiam provar sua participação em um escândalo de lavagem de dinheiro

SÃO PAULO – Após ser solto há pouco menos de um mês, o ex-diretor de abastecimento da Petrobras (PETR3; PETR4), Paulo Roberto Costa, foi mais uma vez preso pela Polícia Federal nesta quarta-feira (11), conforme informou a assessoria de imprensa da instituição de segurança, sem dar detalhes sobre a operação, e divulgaram as agências de notícias.

Costa havia sido preso no fim de março, após ser acusado de eliminar documentos que poderiam provar sua participação em escândalo de lavagem de dinheiro realizado em diversos estados do País, desbaratado pela operação Lava Jato, da Polícia Federal. Ele havia sido solto em 19 de maio, depois de uma decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki.

A petrolífera estatal é alvo de duas CPIs (Comissões Parlamentares de Inquérito) no Congresso Nacional, após denúncias de irregularidades na compra de uma refinaria pela estatal em Pasadena, entre outras.

PUBLICIDADE

A PF informou que mais informações serão dadas sobre a nova prisão de Costa em nota a ser apresentada ainda nesta noite.

(com Reuters)