Última defesa

“Estou confiante de que o golpe do impeachment não passará”, diz Lula em vídeo

Ex-presidente diz que "uma coisa é divergir do governo. Outra coisa é embarcar em aventuras, acreditando no canto de sereia dos que sentam-se na cadeira antes da hora"

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou um vídeo nesta sexta-feira (15) em suas redes sociais e mais uma defesa do atual governo. Em sua fala, o petista estar “confiante de que o golpe do impeachment não passará”. No pequeno texto publicado no Facebook, Lula diz que “uma coisa é divergir do governo, criticar os erros e cobrar mais diálogo e participação. Outra coisa é embarcar em aventuras, acreditando no canto de sereia dos que sentam-se na cadeira antes da hora”.

No vídeo, de pouco menos de 5 minutos, o ex-presidente diz que o impeachment é golpe e que se for aprovado no próximo domingo agravará a crise. Ele afirma ainda que ninguém que não teve a legitimidade do voto conseguirá governar o país e contará com o respeito da população. O vídeo de Lula é uma estratégia casada com a presidente Dilma Rousseff, que hoje à noite fará um pronunciamento à nação em cadeia nacional de rádio e TV.

“Ninguém conseguirá governar um país de 200 milhões de habitantes, uma das maiores economias do mundo, se não tiver a legitimidade do voto popular. Ninguém será respeitado como governante se não respeitar, primeiro, a constituição e as regras do jogo democrático. Ninguém será respeitado se não prosseguir no combate implacável à corrupção.”, diz Lula no vídeo.

Aprenda a investir na bolsa

Lula reconhece que o governo tem “falhas”, mas aponta o caminho da “responsabilidade” e “maturidade” para recuperar a credibilidade internacional do país. O ex-presidente faz um apelo para que “todos confiem” em sua palavra e mantenham a “defesa da democracia”

Lula diz que todo o esforço que foi feito nesse sentido pode ser “jogado fora por um passo errado, um passo impensado, no próximo domingo”. O ex-presidente confia que o impeachment de sua sucessora será barrado no plenário da Câmara no domingo, e afirma que já na segunda-feira estará “empenhado” para um “novo modo de governar”, valendo-se de sua “experiência”.

“Derrotado o impeachment, já na segunda-feira, independente de cargos, estarei empenhado, junto com a presidenta Dilma, para que o Brasil tenha um novo modo de governar. Nessa próxima etapa, vou usar minha experiência de ex-presidente para ajudar na reconstrução do diálogo e unir o país” declarou Lula, defendendo que foi graças ao “diálogo” que “todos os setores ganharam” em seu governo.