Equipe dos EUA inicia negociações para a renúncia de Hosni Mubarak, diz jornal

Apelo é para que o presidente egípcio saia do poder e o vice-presidente assuma um governo de transição até as eleições

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A equipe do presidente dos EUA, Barack Obama, está em um processo de discussão com oficiais do governo do Egito para negociar a renúncia do presidente Hosni Mubarak, informou o The New York Times na noite de quinta-feira (3).

Segundo a reportagem, após a queda de Mubarak seria implantado um governo de transição, comandado pelo vice-presidente Omar Suleiman e com o apoio do exército. De acordo com oficiais dos dois governos, Suleiman, Sami Enan – chefe das forças armadas – e Mohamed Tantawi – ministro de Defesa – iniciariam um processo de reforma constitucional.

Regime democrático
Enquanto isso, Joseph Biden, vice-presidente dos EUA, teria dito à Suleiman por telefone que está ansioso para que as negociações iniciem imediatamente, de modo que o Egito se transforme em um regime democrático que atenda aos desejos do povo.

Aprenda a investir na bolsa

Assim, as discussões contemplam a inclusão de diversos grupos oposicionistas, informou o veículo, incluindo-se a Irmandade Muçulmana, para iniciarem um trabalho de abertura política, de modo que o país realize eleições consideradas justas em setembro.

“Dia da Partida”
No entanto, informações de oficiais egípcios apontam que Mubarak pretende continuar no poder até a data do processo eleitoral, ao passo que manifestantes preparam uma grande manifestação nesta sexta-feira, intitulada de “Dia da Partida”, com planos para marchar ao palácio presidencial.