Enquanto CNT/ Sensus mostra recuo de Dilma, CNI/ Ibope aponta cenário estável

Ibope indica variações dentro da margem de erro, mas Sensus vê avanço de Marina e queda da candidata do PT

SÃO PAULO – Com poucos dias restantes até as eleições, o CNI/ Ibope e o CNT/ Sensus divulgaram novas pesquisas de intenção de voto nesta quarta-feira (29). Enquanto a primeira aponta a candidata do PT, Dilma Rousseff, estável em relação à medição anterior, o CNT/Sensus mostra um recuo da petista frente aos números vistos no início do mês. 

O levantamento do CNT/Sensus, realizado com 2.000 pessoas entre os dias 26 e 28 de setembro, coloca Dilma com 47,5% das intenções de voto na pesquisa estimulada, o que indica uma queda de 3 pontos percentuais em relação ao apurado entre os dias 10 e 12 do mesmo mês, quando a candidata aparecia com 50,5% das intenções.

Os pontos perdidos pela candidata do PT, contudo, não foram para o seu principal rival, José Serra, do PSDB. O candidato tucano também caiu entre as duas pesquisas, de 26,4% para 25,6% – dentro da margem de erro de 2,2%. Já Marina Silva, do PV, avançou: foi de 8,9% para 11,6% das intenções de voto.  Os números referem-se à pesquisa estimulada – no caso do levantamento espontâneo, Dilma aparece com 42,9% das intenções, Serra com 23,2% e Marina com 10,5%. 

PUBLICIDADE

O CNT/ Sensus também trouxe a avaliação do governo Lula: 35,9% dos entrevistados consideram o governo do atual presidente “ótimo”. Apesar de alto, o número indica uma queda frente aos 39,5% que deram a mesma resposta na última medição. No total, as avaliações positivas (ótimo e bom) do atual governo somam 79,4%, enquanto as avaliações regulares ficam em 15,9%. Os 4% restantes consideram a gestão ruim ou péssima. 

Ibope mostra estabilidade
Já segundo pesquisa do CNI/Ibope, Dilma Rousseff venceria as eleições no primeiro turno, com 50% das intenções de voto, contra 27% do candidato do PSDB, José Serra, e 13% de Marina Silva, do PV.

Enquanto a candidata petista manteve o percentual visto na última pesquisa (datada de 17 de setembro), o tucano recuou 1 ponto percentual na mesma base, enquanto a candidata do PV avançou o mesmo percentual. – todos dentro da margem de erro, de 2%. 

 

Cabe dizer que os números acima são relativos à pesquisa estimulada. Os números da pesquisa espontânea apontam Dilma, Serra e Marina com 44%, 21% e 10% das intenções de voto, nessa ordem. O levantamento contou com 3.010 entrevistas, e foi conduzido entre os dias 25 e 27 de setembro.

Segundo turno
Em um possível segundo turno, a pesquisa do Ibope mostra Dilma com 55% das intenções de voto, e Serra com 32%. Dilma também venceria Marina, por 56% a 29%.  

PUBLICIDADE

Já o CNT/ Sensus apontou Dilma com 53,9% das intenções em um eventual segundo turno. Apesar de ainda acima de Serra, que aparece com 34,5%, a candidata petista também perdeu pontos em relação à pesquisa anterior, quando aparecia com 55,5% dos votos no segundo turno – a variação, contudo, ainda está dentro da margem de erro da pesquisa.