Energia: BES recomenda posição long em Cemig e short em papéis da Copel

O fim das incertezas quanto à compra da Light e os resultados do primeiro trimestre devem dar impulso às ações da Cemig

SÃO PAULO – Diante da fraca performance apresentada pelas ações preferenciais da Cemig e pelas preferenciais classe B da Copel, os analistas do BES (Banco Espírito Santo) recomendaram, em relatório de spread, operações com os dois papéis.

As expectativas do banco são de que a trajetória apresentada nas duas últimas semanas por estes papéis seja revertida, principalmente no caso das ações da Cemig. Diante disso, a recomendação do banco é de posição long em CMIG4 e short em CPLE6.

Melhores perspectivas para a Cemig

A indicação do banco é justificada, no caso da Cemig, pela eliminação das incertezas no processo de aquisição da Light, após a divulgação do baixo preço pago e com seu papel na gestão futura, e também pelos bons resultados reportados pela elétrica no primeiro trimestre de 2006.

PUBLICIDADE

Já no caso da Copel, os analistas acreditam que após o rally do primeiro trimestre, o desempenho de suas ações no curto prazo poderá ser comprometido pela proximidade das eleições para o Governo do Estado e pela participação da companhia no próximo leilão.

Adicionalmente, as ações preferenciais classe B da Copel também poderão ser impactadas pela continuidade da prática de desconto nas tarifas dos consumidores adimplentes no próximo reajuste, que deverá ser em agosto de 2006.