Endividados, Alckmin e Marta iniciam corrida à Prefeitura de São Paulo

De acordo com a Folha, candidata do PT teria R$ 1,198 milhões em dívidas; já Alckmin tem R$ 11,9 milhões ainda a serem pagos

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – De acordo com matéria do jornal Folha de São Paulo divulgada nesta segunda-feira (7), os candidatos à prefeitura de São Paulo Marta Suplicy (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB) iniciaram suas campanhas mesmo sem terem quitado suas dívidas relativas às anteriores.

O Diretório Nacional do PSDB e o Diretório Regional do PT paulista assumiram os débitos e alegaram negociar os pagamentos. Segundo a reportagem, os débitos contraídos pela campanha de Marta estariam em aberto desde 1998.

Dívidas

A campanha de 2006 à Presidência da República de Alckmin teria custado ao Diretório do PSDB um total de R$ 19,9 milhões, dos quais R$ 11,9 milhões ainda restariam ser pagos, de acordo com as informações da Folha.

PUBLICIDADE

Por sua vez, a dívida referente a duas campanhas eleitorais conduzidas por Marta teria registrado no último mês de abril R$ 698 mil, ou R$ 1,198 milhões, em valores atualizados pelo IPCA. De acordo com o diretório Estadual do PT, 18% de tal valor, referente à campanha eleitoral de 2004, já foi equacionado.