Política

Em sessão da comissão do impeachment, senador acusa Temer de “orgia fiscal”

"Falavam em farra fiscal, mas o que está acontecendo hoje nesse governo interino, é uma orgia fiscal", disse Humberto Costa

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O ex-líder do governo Dilma no Senado, Humberto Costa (PT-PE), aproveitou a sessão desta quarta-feira (3) da Comissão Especial do Impeachment para fazer duras críticas ao governo interino de Michel Temer, que segundo ele está fazendo uma “orgia fiscal”.

Falavam em farra fiscal, mas o que está acontecendo hoje nesse governo interino, é uma orgia fiscal. R$ 170 bilhões de déficit fiscal neste ano, R$ 139 bilhões no próximo, suspensão da negociação da dívida dos Estados por dois anos. Se Dilma foi responsável pelo que está aí, esse fantoche interino, o que é?”, disse o senador.

Ele também questionou o apoio da base de Temer no Congresso, que não completou quórum na sessão de terça-feira para votar a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2017. “O governo com a maior amplitude de sua base de sustentação é incapaz de votar a LDO, incapaz de votar destaques aos vetos”, ironizou.

PUBLICIDADE

Para Costa, todos os senadores estão cientes de que não há crime de responsabilidade da presidente, mas existe um grupo que votará a favor do impeachment por outras razões que envolvem interesses próprios.