Em reunião, PT vota a favor do afastamento de Sarney da presidência do Senado

Apesar do consenso, Partido Trabalhista acredita que o senador não tem totalidade de culpa pelas irregularidades

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Partido dos Trabalhadores reafirmou sua posição a favor do afastamento de José Sarney (PMDB-AP) da presidência do Senado nesta quarta-feira (1). De acordo com o senador Aloizio Mercadante (PT-SP), Sarney se negou a deixar o cargo: “Como não houve acolhimento, vamos sentar com o presidente Lula para que o governo participe do esforço de reconstrução do Senado”, declarou.

Apesar do consenso, Mercadante afirmou que o partido não pretende formalizar sua posição, uma vez que o pedido de afastamento não representa uma “exigência política”. Sobre a crise no Senado, o senador destacou que punir apenas um parlamentar não é o mais correto a ser feito, já que o DEM ocupa o cargo de primeiro secretário da Mesa Diretora da Casa há vários anos e também tem sua parcela nas irregularidades.

Apesar do posicionamento petista, Mercadante ressaltou que a aliança com o PMDB continua importante. “Não há governabilidade sem apoio do PMDB (…) Percebemos o quanto esta aliança é importante e percebemos a influência de Sarney junto ao PMDB”, declarou.

PUBLICIDADE

O senador ainda avaliou positivamente a receptividade do presidente do Senado à proposta do PT de implementar uma comissão para propor mudanças na Casa. O projeto seria chamado de “Lei de Responsabilidade Administrativa Fiscal”.