Entenderam errado...

Em reunião com PSOL, FHC diz que foi mal interpretado sobre pedido de renúncia de Dilma

Aos dirigentes do PSOL, ele disse que a sua declaração foi interpretada de modo equivocado, e que o sentido da manifestação foi: ou "renuncia ou governa", informa Folha

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Durante reunião com comitiva do PSOL na última segunda-feira (31), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso tentou se explicar sobre a declaração sugerindo a renúncia da presidente Dilma Rousseff, de acordo com informações da Folha de S. Paulo. 

Aos dirigentes do PSOL, ele disse que a sua declaração foi interpretada de modo equivocado, e que o sentido da manifestação foi: ou “renuncia ou governa”. Há duas semanas, o ex-presidente afirmou pelo Facebook que Dilma renunciar seria “um gesto de grandeza”. 

“Se a própria Presidente não for capaz do gesto de grandeza (renúncia ou a voz franca de que errou, e sabe apontar os caminhos da recuperação nacional), assistiremos à desarticulação crescente do governo e do Congresso, a golpes de Lava Jato”, afirmou pela rede social.

Aprenda a investir na bolsa

O grupo do PSOL, liderado por Luciana Genro, foi recebido pelo ex-presidente no Instituto Fernando Henrique Cardoso. Luciana organizou a reunião com FHC em busca de apoio para evitar a aprovação no Senado de um projeto que reduz o espaço de partidos menores em debates e na TV já na campanha eleitoral do ano que vem.

O tucano provocou gargalhadas ao responder a um comentário da ex-candidata à presidência no ano passado sobre as pesquisas que a mostram em segundo lugar na disputa pela Prefeitura de Porto Alegre no próximo ano. “O povo é maluco mesmo”, falou.