Interesse no Brasil

Em reunião com Dilma, presidente da Shell manifesta confiança na Petrobras

“Manifestei confiança no setor brasileiro. Recentemente, estabelecemos uma parceria entre Shell e Petrobras e reafirmei nosso forte interesse na implementação futura dessa parceria”, disse Ben van Beurden

arrow_forwardMais sobre
Brasília – DF, 23/04/2015. Ben van Beurden, Presidente Mundial da Shell no Palácio do Planalto. Foto: Ichiro Guerra/PR
Aprenda a investir na bolsa

O presidente mundial da Shell, Ben van Beurden, se reuniu hoje (23) com a presidente Dilma Rousseff e relatou ter manifestado confiança no clima de investimento do Brasil e o interesse em aprofundar a parceria entre a Shell e Petrobras (PETR3;PETR4).

“Manifestei confiança no setor brasileiro. Recentemente, estabelecemos uma parceria entre Shell e Petrobras e reafirmei nosso forte interesse na implementação futura dessa parceria”, disse. As duas empresas integram o consórcio que venceu o leilão para explorar petróleo do pré-sal no Campo de Libra, na Bacia de Campos. “Desejamos aprofundar nossa relação de trabalho com a Petrobras”, completou.

Questionado por jornalistas sobre as investigações sobre corrupção da Operação Lava Jato envolvendo a Petrobras e o resultado negativo do balanço da empresa divulgado ontem (22), o presidente da Shell disse que as manchetes dos jornais de hoje “são desconfortáveis”, mas reafirmou que mantém a confiança na competência da estatal brasileira.

Aprenda a investir na bolsa

“Vemos a Petrobras como uma empresa muito competente e forte no desenvolvimento na sua área de atuação. Eu, pessoalmente, tenho 100% de confiança que a Petrobras saírá do atual episódio e saíra mais forte como empresa”, disse Beurden.

O executivo relatou que, após avaliar os riscos, mantém a confiança no sucesso da parceria com a Petrobras para explorar os recursos do pré-sal. “Os recursos do pré-sal são um dos melhores, se não os melhores do mundo, portanto, recursos de enorme valor”, disse Ben van Beurden.