Ao ar no sábado

Em propaganda do PT, Lula reconhece crise e pedirá união nacional

As inserções são parte da estratégia para buscar a recuperação do governo em meio à crise política e atribuir à oposição parte da responsabilidade pela situação, conforme destaca o jornal O Estado de S. Paulo de hoje

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Na última terça-feira (18), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva gravou inserções de televisões para a propaganda partidária do PT, de acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo. Na inserção, Lula reconhece a gravidade da crise e pede a união nacional para o Brasil encontrar a saída. “O Brasil vai voltar a crescer”, afirma na peça. A propaganda vai ao ar no próximo sábado.

As inserções são parte da estratégia para buscar a recuperação do governo em meio à crise política e atribuir à oposição parte da responsabilidade pela situação. Segundo o jornal, que cita pesquisas internas do PT, o partido identificou que parte da população está assimilando o discurso no qual a oposição estimula o “quanto pior, melhor” com o objetivo de derrubar a presidente Dilma Rousseff e assumir o governo.

Em inserção divulgada em sua página do Facebook na noite de ontem, o PT afirma que a crise política incendiada pela oposição prejudica os brasileiros, sem exceção e pergunta: “Será que tumultuar a política traz solução para a economia?”

Aprenda a investir na bolsa

O vídeo também convoca para a manifestação no próximo dia 20  chamada “Movimentos Sociais contra o Golpe e pela Democracia”.

Um dos principais alvos da manifestações desta quinta-feira deve ser a “pauta conservadora” defendida por uma parte minoritária dos manifestantes que foram às ruas domingo. Os atos devem acontecer simultaneamente em 18 Estados e são uma tentativa da esquerda de dar uma resposta às manifestações do último dia 16.