Eleições

Em pesquisa com 45 gestores, nenhum considera reeleição de Dilma positiva

Na pesquisa, 45 gestores responderam a pergunta: Qual a visão do gestor para o impacto no mercado financeiro com a possível vitória de cada um dos principais candidatos à eleição presidencial de 2014?

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Mercer, consultora de Investimentos, divulgou nesta quinta-feira (20) a sua pesquisa anual sobre cenários econômicos, que contou com a opinião de 45 gestores, entre eles, o de instituições como BlackRock, BNP Paribas, BTG Pactual e Itaú Asset Management.

Na pesquisa, todos os gestores responderam a pergunta: Qual a visão do gestor para o impacto no mercado financeiro com a possível vitória de cada um dos principais candidatos à eleição presidencial de 2014?

O resultado surpreendeu, não pela opinião majoritária, que já era esperada, mas sim pela unanimidade, afinal, nenhum dos gestores consultados avaliou a vitória da presidente petista Dilma Rousseff como positiva, enquanto 54% consideraram neutra e 46% negativa. “O mercado financeiro como um todo está muito pessimista em relação a atual presidente. Se ela vencer novamente poderemos ter mais quatro anos complicados pela frente”, afirmou Raphael Santoro, consultor sênior de investimentos da Mercer.

Aprenda a investir na bolsa

Já o candidato Eduardo Campos recebeu indicação positiva para o mercado financeiro por 82% dos gestores, enquanto 15% consideraram neutra e apenas 3% ruim. O candidato irá concorrer à presidência pelo PSB (Partido Socialista Brasileiro), tendo como vice Marina Silva, que concorreu contra Dilma nas últimas eleições e recebeu mais de 20 milhões de votos.

Por fim, outro resultado que foi muito expressivo foi o do atual senador de Minas Gerais, Aécio Neves, que deve concorrer à presidência do país pelo PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira). O tucano recebeu uma avaliação positiva de 92% dos gestores, e neutra dos outros 8%. Nenhum dos 45 gestores avaliou a vitória de Aécio como negativa para o mercado financeiro.