Em nova manifestação sobre capitalização, Petrobras diz que não vai emitir ações

Em comunicado ao mercado, estatalo também presta esclarecimentos sobre notícias acerca das perfurações em Tupi

SÃO PAULO – Em resposta às notícias veiculadas na mídia brasileira nos últimos dias, a Petrobras (PETR3, PETR4) enviou na noite desta terça-feira (13) um comunicado esclarecendo pontos sobre sua capitalização e sobre perfurações em Tupi.

Acerca do projeto de capitalização que tramita no Senado, a empresa afirma que está trabalhando “com a expectativa de que os Projetos de Lei enviados ao Congresso Nacional sejam aprovados”, e que espera que a capitalização com a cessão onerosa ocorra ainda até final de julho deste ano. “Não estão em avaliação a hipótese de capitalização via emissão única de ações preferenciais (PN) ou outras formas de emissão de ações”, explica a Petrobras.

A estatal ressaltou que considera a capitalização como premissa para viabilizar parte dos investimentos do plano de negócios de US$ 200 bilhões a US$ 220 bilhões previstos para o período de 2010 a 2014, sem comprometer o nível de alavancagem líquida, “com rentabilidade e geração de valor para o acionista”.

PUBLICIDADE

Tupi
Já em relação às notícias sobre a perfuração de 16 poços na área de Tupi antes da declaração de comercialidade, a Petrobras informa que o número se refere ao Bloco BM-S-11 que inclui as áreas de Tupi e Iara.

“A Companhia já concluiu 6 poços na área de Tupi e um na área de Iara. Ainda está prevista a perfuração de mais 7 poços exploratórios na área de Tupi e um na área de Iara e mais um poço produtor para o piloto da área de Tupi, totalizando 16 poços”, concluiu a estatal.