Sem insatisfação

Em nota oficial, Renan Calheiros nega insatisfação do PMDB com o governo

Na nota, o presidente do Senado também ressalta que ainda não houve negociações sobre a montagem da Mesa do Senado, o que só deve ocorrer após a posse dos novos senadores

arrow_forwardMais sobre

O presidente do Senado, Renan Calheiros, negou qualquer insatisfação de seu partido, o PMDB, com a montagem do ministério do segundo governo Dilma Rousseff. A declaração foi dada por meio de nota, no início da noite desta segunda-feira (5).

Matéria publicada na imprensa diz que Renan teria informado a ministros da intenção do PMDB de adotar uma postura de independência no Senado, como forma de manifestar insatisfação com os ministérios e de pressionar o governo na nomeação de indicados para o segundo escalão.

Na nota, o presidente do Senado também ressalta que ainda não houve negociações sobre a montagem da Mesa do Senado, o que só deve ocorrer após a posse dos novos senadores.

PUBLICIDADE

Confira a íntegra da nota:

“Em relação ao noticiário de hoje [ontem] (5/1/15) sobre uma suposta insatisfação na montagem do governo, o senador Renan Calheiros esclarece que todas as insinuações são improcedentes.

Como presidente do Congresso Nacional, o senador Renan Calheiros, está de férias e distante das negociações envolvendo a formação do governo que é uma tarefa mais afeita aos dirigentes partidários e à presidente da República.

O senador desmente as insinuações quanto a possíveis retaliações aventadas nas notícias e reitera, como o fez na posse da presidente Dilma Rousseff, que o governo e o país podem contar com o Congresso Nacional.

Quanto a Mesa Diretora do Senado, as negociações só serão iniciadas após a posse dos novos senadores e da reunião do PMDB.