Explicações

Em evento nesta noite, Dilma falará em “golpe” e justificará pedaladas, diz jornal

Dilma estará ao lado de Lula em evento da CUT em São Paulo e deve falar mais uma vez que as manobras são atos administrativos utilizados por vários governos

SÃO PAULO – Se mais cedo o ex-presidente Lula declarou que as pedaladas fiscais realizadas em 2014 foram para sustentar programas sociais como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida, na noite desta terça-feira (13), será a vez da presidente Dilma Rousseff (PT) justificar as manobras feitas por seu governo no ano passado.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, Dilma irá usar um evento da CUT (Central Única dos Trabalhadores) em São Paulo para endurecer o discurso sobre a abertura de um processo de impeachment contra seu mandato e justificar as pedaladas. De acordo com o jornal, a presidente voltará a falar em “golpe” ao se referir às tentativas da oposição e do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de abrir um processo de impeachment contra ela.

Dilma estará ao lado de Lula e deve falar mais uma vez que as manobras são atos administrativos utilizados por vários governos. Na semana passada, o TCU (Tribunal de Contas da União) rejeitou, por unanimidade, as contas de 2014 do governo Dilma, principalmente por causa das pedaladas fiscais. A decisão deve ser usada pela oposição no Congresso para justificar um pedido de impeachment.

PUBLICIDADE