Em desacordo à blindagem da presidência, oposição cita saída da CPI dos Cartões

Álvaro Dias (PSDB) afirma que governo tenta escamotear as investigações; Almeida Lima (PMDB) nega manipulação

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Com a base aliada do governo insistindo em blindar a Presidência da República das investigações sobre o uso dos Cartões Corporativos, a oposição ameaça se retirar da CPI mista.

O vice-líder do PSDB no Senado, Álvaro Dias (PR) afirmou que a oposição deve decidir na próxima semana se fica na comissão, e ressaltou que a atitude do governo se trata de uma estratégia para escamotear as investigações.

Resposta

Assim como Dias, o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) se mostrou a favor da saída da CPI mista, caso não haja avanço na apuração das irregularidades. Além disso, disse que a maioria dos governistas na comissão deverá trazer prejuízos à investigação.

Aprenda a investir na bolsa

Por fim, o vice-líder do PMDB no Senado e integrante da CPI mista, Almeida Lima (SE), apesar de negar que o governo esteja manipulando a comissão para favorecer integrantes e ex-integrantes, afirmou que a retirada da oposição é um “direito legitimo”.