Lava Jato

Em depoimento a Moro, Palocci incrimina Lula em ação sobre propinas da Odebrecht

Lula é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro sobre contratos entre a Odebrecht e a Petrobras

SÃO PAULO – Em depoimento prestado ao juiz federal Sérgio Moro nesta quarta-feira (6), o ex-ministro Antonio Palocci incriminou o ex-presidente Lula em uma ação sobre propinas da Odebrecht. Lula é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro sobre contratos entre a Odebrecht e a Petrobras.

Ouvido como réu em um processo criminal da Operação Lava Jato, Palocci confessou ter praticados crimes na estatal e citou R$ 300 milhões da Odebrecht para o esquema do PT. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O ex-ministro afirmou que está negociando um acordo de delação premiada, mas que colaboraria com a Justiça de forma espontânea, segundo a publicação.

PUBLICIDADE

Além dos dois, respondem ao processo o ex-assessor de Palocci, Branislav Kontic, o advogado Roberto Teixeira, compadre de Lula, o empreiteiro Marcelo Odebrecht e outros três investigados.