De Lula para Cristina

Em “carta urgente” para Cristina Kirchner, Lula fala de “gravíssima situação” do Brasil

A carta foi publicada no site da ex-presidente argentina na segunda-feira

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou carta para a ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner. Lula classificou o impeachment de Dilma como “inconstitucional” e que a situação é uma “conspiração” para partidos derrotados assumirem o poder. Lula ainda acusa o PSDB de pedir que o registro do PT seja cancelado na Justiça para que ele seja impedido de se candidatar à presidência em 2018.

Escrita em espanhol e assinada por Lula para informá-la sobre a “gravíssima situação política e institucional que vive o Brasil”, a carta foi publicada no site da ex-presidente argentina na segunda-feira (29) sob o título “carta urgente para a América do Sul”. 

Lula não falou de golpe na carta, mas de um processo de impeachment inconstitucional e arbitrário. Isso porque segundo ele, a presidente afastada, Dilma Rousseff, não cometeu nenhum crime de responsabilidade. “Trata-se de um processo político, que viola a Constituição e as regras do sistema presidencialista.”

Aprenda a investir na bolsa

Ao falar sobre as investigações que envolvem seu nome, o ex-presidente disse que não as teme e que não surgiu nenhuma prova de que tenha agido de forma irregular. 

Ao comentar a carta do ex-presidente brasileiro, Cristina afirmou que o Brasil e a Argentina estão voltando “ao passado de pobreza e mediocridade para as maiorias” e de benefícios para poucos.