Cúpula das Américas

Em bilateral com Biden, Bolsonaro repete discurso sobre eleições auditáveis e defende soberania na Amazônia

O presidente brasileiro afirmou que chegou ao poder de forma democrática e quando sair do poder será também pela via democrática

Por  Reuters -

LOS ANGELES – Em seu primeiro encontro bilateral com o presidente norte-americano Joe Biden, o presidente Jair Bolsonaro reafirmou a fala de que quer eleições “limpas, transparentes e democráticas”, em momento em que o governo dos EUA já demonstrou preocupação com a retórica pouco democrática do brasileiro.

Em sua fala, Bolsonaro afirmou que chegou ao poder de forma democrática e quando sair do poder será também pela via democrática.

Pouco antes, Biden elogiou o Brasil como uma democracia vibrante com instituições eleitorais fortes. Bolsonaro tem repetidamente atacado ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O presidente também defendeu seus pontos de vista em relação à Amazônia, afirmando que país cuida bem da região, tem uma legislação rígida mas, por vezes, “se sente ameaçado em sua soberania na região.”

Compartilhe