Operação Lava Jato

Em audiência com Meirelles, Moro diz que defesa de Lula faz “propaganda política”

A defesa do ex-presidente contestou: "Não estou fazendo propaganda política. Eu sou advogado. Só estou enfrentando a acusação difusa que o Ministério Público lançou nos autos"

SÃO PAULO – Durante um debate na audiência desta sexta-feira (10), o juiz federal Sergio Moro afirmou que a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva faz “propaganda política” da gestão petista. Em audiência que tinha Henrique Meirelles como testemunha de defesa do ex-presidente, o magistrado indeferiu uma pergunta do advogado Cristiano Zanin Martins, defensor do petista, que perguntava ao ministro da Fazenda se o governo de Lula “trouxe benefícios ao país, e não buscou benefícios pessoais”.

“A impressão é que a defesa está fazendo propaganda política do governo anterior. Isso não é apropriado”, afirmou Moro, segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo. A defesa do ex-presidente contestou: “Não estou fazendo propaganda política. Eu sou advogado. Só estou enfrentando a acusação difusa que o Ministério Público lançou nos autos”.

No entender do juiz, a resposta do ministro à pergunta feita representaria uma opinião. Em nota, a defesa do ex-presidente disse que a arguição era pertinente e que a posição de Moro significou um “notório desrespeito ao trabalho da defesa”. “Há uma clara opção de deixar ofuscar os sólidos argumentas que a defesa leva ao processo”, disse Zanin.

PUBLICIDADE