Eleições de 2018

Em apoio a Doria, partidos ameaçam romper com o PSDB se prefeito não for candidato

Segundo a Folha,  PMDB disse que a escolha do candidato da "centro-direita" deve ser “coletiva“ e antecipou que só fará uma aliança se sentir que o nome dos tucanos “tem chance de vitória“ 

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A disputa nos bastidores pela candidatura à presidência no PSDB segue tendo novidades a cada dia, conforme ressalta a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, deste domingo (27).

Segundo a coluna, dirigentes de partidos que têm conversado com o prefeito de São Paulo João Doria se dispuseram a colocar o peso de suas siglas a favor do prefeito na queda de braço que ele trava com o governador Geraldo Alckmin e a romper com os tucanos caso o prefeito de São Paulo não seja escolhido como candidato ao Planalto. 

Em um dos exemplos, o PMDB disse a ele que a escolha do candidato da “centro-direita” deve ser “coletiva” e antecipou que só fará uma aliança se sentir que o nome dos tucanos “tem chance de vitória” e estofo para encarar uma eleição “de enfrentamento”.

Aprenda a investir na bolsa

Nas pesquisas eleitorais para 2018, Doria vem apresentando um melhor desempenho que Alckmin e é visto como mais competitivo, principalmente se Lula também for candidato ao Planalto. Vale destacar que, segundo o Poder360, o favorito de Michel Temer à sucessão no Planalto é Doria.