Em 2010, agenda eleitoral traz ano de inaugurações em âmbito federal e estadual

Pré-candidatos Dilma Rousseff e José Serra devem utilizar obras dos respectivos governos como vitrine para eleições

SÃO PAULO – Para este ano, de eleições presidenciais, os principais candidatos devem intensificar a agenda de inaugurações de obras. O atual governador de São Paulo, José Serra, é atualmente o único candidato do PSDB, já que Aécio Neves desistiu de disputar a indicação do partido.

Em 2010, Serra deve inaugurar o trecho sul do Rodoanel, as obras da Nova Marginal Tietê e o primeiro trecho da Linha 4 – Amarela, do Metrô, além de 21 AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades) e 5000 unidades habitacionais da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), segundo reportou o jornal Folha de S.Paulo.

Já a ministra Dilma Rousseff, candidata do governo à sucessão presidencial, terá 203 obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) na agenda, das quais 131 ficaram prontas em 2009, mas só devem ser inauguradas neste ano.

PUBLICIDADE

Estão incluídos no pacote o trecho norte da Ferrovia Norte-Sul, entre o Maranhão e o Tocantins, além de reforma ou construção de 21 usinas termelétricas e a conclusão de linhas dos metrôs de Salvador e Belo Horizonte. Segundo a Folha, a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de Dilma nos lançamentos deve aumentar até quatro vezes.

Lei Eleitoral
As entregas devem acontecer principalmente no primeiro semestre do ano, já que os candidatos à Presidência têm que deixar os atuais cargos na administração até o dia 3 de abril. Já o limite para inaugurações de obras em ano eleitoral expira em junho.