Eleito presidente do PLD, Fukuda está a um passo do cargo de premiê

Ex-chefe de gabinete conquista 330 dos 528 votos nas eleições internas do partido e deve ser indicado sucessor de Shinzo Abe

SÃO PAULO – Confirmando as previsões, o ex-chefe de gabinete do governo japonês, Yasuo Fukuda, foi eleito presidente do Partido Liberal Democrata, cargo que praticamente o credencia a ser o novo primeiro-ministro. Apontado desde o início da campanha eleitoral como favorito, Fukuda conquistou 330 dos 528 votos (62%) nas eleições internas do PLD realizadas no domingo (23).

Já o seu concorrente, o ex-ministro das Relações Exteriores, Taro Aso, obteve 197 votos (37%). Houve um voto anulado.

Primeiros atos

Como um dos primeiros atos à frente do PLD, Fukuda indicou, nesta segunda-feira (24), os principais nomes que devem apoiá-lo. O ministro da Educação, Bummei Ibuki, foi nomeado como secretário-geral do partido, o ministro das Finanças, Sadakazu Tanigaki, como chefe do Conselho de Pesquisa Política, e Toshihiro Nikai, como chefe do conselho geral.

PUBLICIDADE

O ex-premiê Shinzo Abe não compareceu às eleições e teve de manifestar seu voto da cama do hospital onde foi internado, desde que renunciou ao cargo, no último dia 12.

Fukuda deve ser indicado nesta terça como o sucessor de Abe, já que o PLD controla a maioria da Câmara Baixa, a qual, pela Constituição, cabe definir quem será o ocupante da cadeira.