Eleições: vantagem de Lula segue elevada, mas crescem as chances de segundo turno

Possibilidade de Lula não atingir no primeiro turno os 50% mais um dos votos válidos aumenta significativamente

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Sinalizando a possibilidade de que as eleições presidenciais de outubro terão mesmo de ser definidas no segundo turno, o instituto Datafolha publicou uma nova pesquisa sobre intenções de voto. O presidente-candidato a reeleição Luiz Inácio Lula da Silva aparece agora com 52% das intenções de voto, contra os 54% obtidos na pesquisa realizada em junho.

Como a margem de erro deste estudo é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, cresce a possibilidade de Lula não atingir no primeiro turno os 50% mais um dos votos validos necessários para decidir antecipadamente a disputa.

Apesar desta possibilidade, a vantagem do petista sobre os seus adversários ainda é bastante elevada. A pesquisa Datafolha mostrou que Lula obteria 44% dos votos se o primeiro turno das eleições fossem hoje, enquanto Geraldo Alckmin (PSDB) e Heloísa Helena (PSOL) teriam 28% e 10%, respectivamente.

Vantagem de Lula no 2º turno permanece estável

Aprenda a investir na bolsa

Em um eventual segundo turno entre Lula e Alckmin, o petista obteria 50% dos votos e o candidato tucano, 40%. Os números mostram relativa estabilidade com relação à pesquisa de junho, quando Lula obteve 51% dos votos, e Alckmin, 40%.

O instituto Datafolha ouviu 6.284 pessoas entre os dias 17 e 18 de julho, em 272 municípios.