Eleições: pleito deve ser marcado pela redução do número de partidos

Cláusula de barreira preocupa muitos políticos e deve inviabilizar as operações de uma série de pequenas legendas

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Além da possibilidade de que o conturbado noticiário político e a negativa exposição na mídia resulte em uma significativa renovação dos políticos brasileiros, as próximas eleições podem ser marcadas pela redução do número de legendas partidárias.

Isso porque os partidos que não atingirem nas eleições de outubro 5% dos votos válidos para deputado federal em todo o país, distribuídos em pelo menos nove estados e com, no mínimo, 2% dos votos em cada um, terão sua participação política restringida de forma significativa.

Menores recursos e tempo de TV

As legendas que não atingirem tais números terão de dividir apenas 1% do total do fundo partidário para pagar todas suas contas. Já os deputados eleitos e coligados aos partidos que não cumprirem as exigências terão suas funções limitadas praticamente à votação de medidas.

Aprenda a investir na bolsa

Isso porque o partido ficará de fora das comissões do Congresso e terão apenas dois minutos de televisão em cada semestre. Os partidos que responderem aos quesitos da cláusula de barreira, por sua vez, ganham 20 minutos de tempo de TV por semestre, além de 40 minutos para inserções de 30 segundos ou um minuto.