Eleições: o que você precisa saber antes de ir às urnas

Saiba quantos eleitores o Brasil possui, quantos candidatos estão concorrendo, quais os maiores colégios eleitorais e os cargos que estão em jogo

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o número de eleitores no Brasil chegou a 125,9 milhões, crescimento de 9,25% com relação à eleição de 2002 (115,2 milhões). Com o dado, o Brasil se torna a quarta maior democracia do mundo, com uma população de 182 milhões de pessoas, sendo 69,1% votantes.
Nos próximos dias 01 e 29 de outubro, os brasileiros vão às urnas para participar de mais um processo de eleição. Serão escolhidos candidatos para ocupar os cargos de presidente da República, governadores, senadores, deputados federais e deputados estaduais.
Votação

O processo eleitoral será iniciado às 8h e terminará às 17h. Com relação ao local de votação, o TSE disponibiliza em seu site uma consulta para a informação. Basta que o eleitor saiba informe o número do título de eleitor. O sistema de busca revela, ainda, se o documento está em dia ou corre risco de cancelamento por parte da Justiça Eleitoral.

Para votar, basta apresentar o título de eleitor, mas quem o tiver perdido pode votar com um documento oficial de identificação que tenha foto, como carteira de identidade, de motorista ou passaporte. Nesse caso, é preciso saber qual a sua seção eleitoral.

Os eleitores digitarão 21 teclas, no mínimo, para realizar todo o processo. Os primeiros quatro algarismos serão para escolha de deputados federais, seguidos por cinco para deputados estaduais, três para senador e dois para governador e presidente da República.

Aprenda a investir na bolsa

A Justiça Eleitoral recomenda que os eleitores levem anotados os números de seus candidatos, os quais podem ser escritos em qualquer papel. A previsão é de que as pessoas gastem, em média, 40 segundos para concluir a votação, mesmo tempo calculado nas últimas eleições gerais (2002).

Brasileiro no exterior

Os 86.359 brasileiros aptos a votar que vivem em cem cidades de 58 países também devem escolher representantes para a presidência da República e vice-presidência, segundo o Tribunal Superior Eleitoral.
De acordo com a Justiça Eleitoral, 240 urnas eletrônicas foram enviadas para o exterior, além de 55 de lona. Não haverá postos de votação nas cidades em que moram menos de 30 brasileiros.
Neste caso, deve-se votar nas embaixadas e consulados de cidades mais próximas e com maior número de eleitores.
Justificativa de voto

Para as pessoas que estiverem fora do País no dia da votação, seja em viagens de negócios ou turismo, a justificativa do voto é obrigatória. Isso pode ser feito na sede das missões diplomáticas ou repartições consulares.
Existe também a possibilidade da justificativa na ausência das eleições ser feita quando a pessoa voltar ao Brasil, com prazo máximo de 30 dias para realização. Para isso, o eleitor deve se dirigir ao cartório eleitoral, com passaporte e bilhete de passagem.
Mas também existem aquelas pessoas que estão em outras cidades, hospitalizadas ou, até mesmo, não puderam comparecer ao colégio eleitoral por outros motivos. Neste caso, ela deve preencher o Requerimento de Justificativa Eleitoral.
Ele fica à disposição dez dias contados antes do início da votação, na internet e em cartórios eleitorais, ou no próprio dia da eleição, em todas as seções. O documento pode ser entregue em qualquer seção.
No caso da pessoa não entregar o requerimento no dia do pleito, há um prazo de 60 dias para o comparecimento ao seu cartório eleitoral, munido dos documentos que comprovem o motivo de sua ausência. Vale lembrar que esse prazo é contado a partir de cada turno, portanto, o primeiro e o segundo têm datas diferentes.

Eleições 2006

O universo eleitoral abrange aproximadamente 19 mil candidatos para disputa. Deste total, apenas 13,95% são do sexo feminino. Com relação à idade, 46,3% de todos os candidatos está entre os 45 e 59 anos de idade, o que representa 8.880 nomes. A faixa etária de 35 a 44 anos é a segunda com maior número de candidatos, com 30,3% do total.

Dos candidatos para as eleições de outubro, 49 já passaram dos 79 anos e 19 ainda não atingiram os 20 anos de idade. Os que têm mais de 30 anos são 87,7% e os que têm menos de 35 são 12,3%.
Entre os colégios eleitorais, o maior do País está no estado de São Paulo, com 28.037.734 eleitores, respondendo por 22,27% do número de votantes. Em seguida estão Minas Gerais (10,8% do total) e Rio de Janeiro (8,65%).
Os menores colégios eleitorais estão localizados na região Norte, com Roraima sendo o menor (0,19% do total), seguido por Amapá (0,29%) e Acre (0,33%).