Eleições no Japão: nova pesquisa mostra partido da oposição na liderança

Mais de 30% dos entrevistados afirmaram que votarão no partido da oposição, contra 15% para o atual governante

SÃO PAULO – O resultado das eleições de 30 de agosto não deverá ser favorável ao Partido Liberal-Democrata do Japão, do qual faz parte o atual primeiro-ministro, Taro Aso. Isso porque mais uma pesquisa, feita pela Agência Kyodo, indicou que a maior parte dos eleitores pretende votar no Partido Democrata Japonês, o principal da oposição.

No total, 30,7% dos entrevistados afirmaram que votarão no partido da oposição, enquanto apenas 15,6% disseram que pretendem votar no partido que atualmente está no governo.

Pesquisa anterior

Em relação à pesquisa anterior, o apoio ao Partido Liberal-Democrata caiu 5,5 pontos percentuais, porém, o índice do partido da oposição se manteve inalterado.

PUBLICIDADE

A pesquisa também mostrou que 38,6% dos entrevistados querem que o governo seja liderado pelo Partido Democrata do Japão, enquanto 18,6% preferem o Partido Liberal-Democrata. No primeiro caso, houve uma queda no índice, já que no levantamento anterior era de 39,3%, e, no segundo caso, houve crescimento em relação ao percentual anterior, de 14,8%.

No último dia 21, Aso dissolveu o Parlamento japonês e convocou novas eleições para o dia 30 de agosto, sendo que ele deveria fazer isso até outubro. A baixa popularidade de seu governo foi um dos motivos que levaram o primeiro-ministro a antecipar a dissolução.