RADAR INFOMONEY Ações da WEG disparam 137% no ano e Bolsa segue de olho em impasse do pacote de estímulo nos EUA

Ações da WEG disparam 137% no ano e Bolsa segue de olho em impasse do pacote de estímulo nos EUA

Eleições aquecem mercado de aviação executiva

Não é só a Copa do Mundo que beneficia alguns setores, segundo previsão da Sneta, a eleição presidencial fará aviação executiva subir 15%

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Tempo de Copa do Mundo e os bares e restaurantes são os que mais faturam com os jogos. Mas o que não podemos esquecer é que uma outra grande disputa, e que tem influência direta em nossas vidas, acontece em 2006: as eleições presidenciais.

Elas acontecem em outubro e até lá os candidatos investem para se apresentar ao maior número de pessoas possível. O contato pessoal é muito importante para marcar presença, mostrar trabalho e ganhar votos. Por isso, eles acabam viajando a inúmeros locais do país inteiro.

Enquanto alguns setores não se sentem privilegiados com as eleições, já que a incerteza do próximo candidato intimida os consumidores, outros faturam.

Aviação

Aprenda a investir na bolsa

Um dos setores que aquecem durante as eleições é o da aviação executiva. Como opção para atingir o maior número de eleitores em menos tempo, os candidatos viajam em jatos executivos. Segundo o Sindicato Nacional de Empresas de Táxi Aéreo (Sneta), o setor prevê um aumento de 15% no número de vôos na categoria em 2006.

Atualmente, apenas 110 dos 5.563 municípios brasileiros são atendidos por linhas comerciais, mas mesmo sendo um número limitado, muitos candidatos optam pelos jatos executivos. Isso porque, com este tipo de táxi aéreo, se economiza tempo no trajeto e há a possibilidade de visitar outras localidades num mesmo dia.