Eleições 2006: candidatos de menor expressão podem prejudicar planos de Lula

Caso os "nanicos" cresçam nas pesquisas, uma vitória de Lula já no primeiro turno ficaria inviabilizada

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Apesar das pesquisas eleitorais apontarem para uma disputa bastante polarizada entre o petista Luiz Inácio Lula da Silva e Geraldo Alckmin, do PSDB, as eleições presidências de outubro contarão com mais cinco candidatos.

Ao todo sete políticos registraram candidatura. Como o prazo legal para oficialização de candidaturas na Justiça Eleitoral terminou às 19 horas da última quarta-feira, dia 05 de julho, o político que ainda quiser se registrar terá de comparecer aos tribunais até, no máximo, sexta-feira (07).

Nanicos podem prejudicar planos Lula

Tendo como base as últimas pesquisas eleitorais, conclui-se que a supremacia de Lula é incontestável e somente poderá ser abalada por Geraldo Alckmin. No entanto, os demais candidatos poderão exercer uma influência decisiva nas eleições de outubro.

Aprenda a investir na bolsa

Isso porque, caso estes candidatos cresçam nas pesquisas, uma vitória de Lula no primeiro turno poderá ficar mais difícil, frustrando os dirigentes do PT, que almejam definir as eleições já no primeiro turno.

Por exemplo, se Alckmin, que, segundo as últimas pesquisas, detém 35% dos votos válidos, não perder popularidade e os demais candidatos atingirem a cifra média de 4% dos votos válidos cada um, Lula não terá como atingir os 50% mais um dos votos válidos necessários para que não haja segundo turno.

Confira a lista de candidatos

Nas eleições de outubro, além de Lula e Alckmin, teremos a participação de Heloísa Helena (Psol), Luciano Bivar (PSL), Cristovam Buarque (PDT), Rui Pimenta (PCO) e José Maria Eymael (PSDC).