Eleição cancelada

Eleição para substituir Delcídio na presidência da CAE é cancelada

O ofício teria que ser lido no plenário da Casa até sexta-feira (19) para a eleição entrar na pauta de amanhã; como isso não aconteceu, a eleição teve que ser cancelada

Aprenda a investir na bolsa

O presidente em exercício da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, Raimundo Lira (PMDB-PB), cancelou nesta segunda-feira (22) a eleição do novo presidente do colegiado, prevista para amanhã (22).

Uma reunião da bancada do PT na Casa, na volta do recesso Legislativo, no início deste mês, já havia definido que a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) deveria assumir o cargo, que hoje é ocupado pelo senador Delcídio do Amaral (PT-MS). 

A mudança de planos em relação a nova eleição acontece após a revogação da prisão de Delcídio, na última sexta-feira (19), pelo ministro Teori Zavaski, relator dos processos da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

Aprenda a investir na bolsa

Como nesse período em que esteve preso, Delcídio não renunciou ao cargo de presidente do colegiado, na semana passada a Liderança do PT, chegou a encaminhar um ofício à Secretaria-Geral da Mesa do Senado, pedindo a substituição dele na comissão pelo senador Donizete (PT-TO).

Com isso, automaticamente o cargo de presidente da CAE ficaria vago e uma nova eleição poderia ser realizada esta semana, não fosse por um detalhe: o ofício teria que ser lido no plenário da Casa até sexta-feira (19) para a eleição entrar na pauta de amanhã, como isso não aconteceu a eleição teve que ser cancelada.

Agência Brasil procurou o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), para saber o motivo do ofício não ter sido lido na sexta-feira em plenário, mas até o fechamento dessa reportagem o senador ainda não havia retornado as ligações.

Leia também:

InfoMoney atualiza Carteira para fevereiro; confira

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa

PUBLICIDADE