Eleições

“Efeito Eduardo” impulsiona em 18 pontos candidato do PSB à governador de Pernambuco

Ibope divulgado na última terça-feira mostrou um novo quadra na corrida eleitoral

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Ibope não mostrou novidades apenas na disputa para presidente. Em Pernambuco, a pesquisa eleitoral mostrou que o candidato do PSB a governador do estado subiu 18 pontos percentuais após a trágica morte de Eduardo Campos, mudando completamente o quadro eleitoral da região. 

A pesquisa divulgada na última terça-feira (26), aponta que o senador Armando Monteiro, do PTB, continua liderando as corrida eleitoral com 38% das intenções de voto. Porém, a diferença para o 2º colocado diminuiu consideravelmente, em relação à última pesquisa divulgada – Paulo Câmara, candidato do PSB, mesmo partido que Campos fazia parte, aparece com 29% dos votos, sendo impulsionado pelo “efeito Eduardo”.

Na pesquisa anterior, Armando Monteiro aparecia com 43% das intenções de voto, enquanto Paulo Câmara tinha “apenas” 11% dos votos na corrida eleitoral para governador do Pernambuco. 

PUBLICIDADE

A margem de erro da pesquisa é de três pontos para mais ou para menos.

Os demais candidatos ao Palácio do Campo das Princesas, Jair Pedro, do PSTU, Miguel Anacleto, do PCB, Pantaleão, do PCO, e Zé Gomes, do PSOL, aparecem com 1% cada, na pesquisa divulgada na última terça-feira.

Disputa pelo Senado
Se o Ibope mostrou surpresas na disputa por governador, no senado a corrida não mudou. A liderança continua com o deputado federal João Paulo, do PT, registra 35% das intenções de voto. Em seguida, aparece o ex-ministro Fernando Bezerra Coelho, do PSB, com 22% da preferência do eleitorado.

Os demais candidatos, Simone Fontana, do PSTU, tem 2%, enquanto, Albanise Pires, do PSOL, e Oxis, do PCB, aparecem com 1% cada.

A pesquisa Ibope, realizada em parceria com a Rede Globo, foi realizada entre os dias 23 e 25 de agosto. Ao todo, foram ouvidos 1.512 eleitores em 69 municípios pernambucanos.