Sem tanto ânimo

É muito difícil votar reforma da Previdência na próxima semana, diz Rodrigo Maia

Presidente da Câmara não apresentou nesta segunda o mesmo ânimo da semana passada em relação à aprovação da reforma

Aprenda a investir na bolsa

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reconheceu nesta segunda-feira, 11, ser difícil colocar para votação a reforma da Previdência na semana que vem. Ele falou rapidamente com os jornalistas antes de participar de evento na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Maia não apresentou na conversa desta segunda o mesmo ânimo da semana passada em relação à aprovação da reforma. Disse que está e vai continuar trabalhando dobrado para tentar aprovar o texto das mudanças nas regras da aposentadoria ainda este ano.

O presidente da Câmara disse, no entanto, acreditar que, até a próxima quarta-feira, possa ser possível reunir os 308 votos necessários para aprovar a reforma.

Aprenda a investir na bolsa

Maia ponderou que, se não for aprovada neste ano, terá que passar no ano que vem. “A reforma da Previdência só sairá da pauta quando for aprovada. Se não for aprovada neste ano terá que passar no ano que vem”, disse.