CPI da Petrobras

Duque rompe silêncio e nega que tenha sido solto por intervenção de Lula

A única resposta que o ex-diretor da Petrobras concordou em dar à CPI da Petrobras foi para negar informação publicada em um blog da revista Veja

arrow_forwardMais sobre

O ex-diretor da Petrobras (PETR3;PETR4) Renato Duque disse que a esposa dele não conhece o ex-presidente Lula e nem o tesoureiro do Instituto Lula Paulo Okamotto. A única resposta que o ex-diretor da Petrobras concordou em dar à CPI da Petrobras, depois de duas horas de depoimento em que optou por permanecer calado, foi para negar informação publicada em um blog da revista Veja de que ele foi solto da prisão no final do ano passado depois da intervenção de Lula junto ao ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal.

Deputado Izalci (PSDB-DF) perguntou a Duque se a informação da revista era verdadeira. “Minha esposa nunca esteve com o presidente Lula, nem com Okamotto. Não conhece e nunca conheceu”, disse Duque, que, durante todas as outras perguntas, preferiu manter-se em silêncio.

Segundo o blog de Felipe Moura Brasil, a esposa de Duque teria procurado Lula e Okamotto e ameaçado delatar o envolvimento do ex-presidente na corrupção da Petrobras se Duque não fosse libertado. 

PUBLICIDADE

Duque explicou que iria contrariar a orientação de seu advogado de ficar calado e responder a pergunta diante das ameaças da CPI de convocar sua mulher. “Estou entendendo como uma ameaça”, disse.