Segundo jornal

Duas decisões do TCU podem levar à punição de Joaquim Levy por “pedaladas” no governo Dilma

Hoje diretor financeiro no Banco Mundial, o ex-ministro informou, por meio de sua assessoria, que não comentaria o assunto

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ex-ministro da fazenda Joaquim Levy pode ser condenado por pedaladas fiscais ocorridas em 2015, quando comandou a pasta durante a gestão da então presidente Dilma Rousseff. Conforme conta matéria do portal da Folha de S. Paulo, a situação do economista teria se complicada na semana passada, após duas decisões dos ministros do TCU (Tribunal de Contas da União) sobre o assunto. Levy deverá ser chamado a prestar esclarecimentos ainda este ano.

Os ministros do órgão assistente do parlamento consideraram que em 2015 houve pedaladas fiscais, o que já havia ocorrido com as contas do governo no ano anterior. O entendimento é de que houve financiamento do governo pelos atrasos nos repasses referentes a subsídios do Plano Safra e do PSI (Programa de Sustentação do Investimento).

A matéria da Folha de S. Paulo compara a situação de Levy à do também ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, condenado pelo TCU por unanimidade a pagar uma multa de R$ 54,8 mil e a inabilitação para cargos públicos pelo período de cinco anos. Ambos comandavam a pasta em momentos em que as irregularidades são apontadas.

Aprenda a investir na bolsa

Hoje diretor financeiro no Banco Mundial, Levy informou, por meio de sua assessoria, que não comentaria o assunto.