Segundo colunista

Doria decide congelar tarifas de ônibus e gera problemas para governo Alckmin

Conforme conta a jornalista Mônica Bergamo, os reajustes de metrô e ônibus costumam ocorrer de forma coordenada, o que acaba pressionando o governador a tomar a mesma atitude

SÃO PAULO – Sem consultar o governador Geraldo Alckmin, o prefeito eleito de São Paulo, João Doria, tomou a decisão de congelar por um ano as tarifas de ônibus. A ação monocrática do estreante na política formal pode gerar problemas ao seu padrinho político, uma vez que as tarifas de ônibus e metrô costumam ser reajustadas de forma coordenada. As informações são da jornalista Mônica Bergamo, colunista da Folha de S. Paulo.

Conta a jornalista que Doria acabou criando um problema para Alckmin, que estaria em um dilema entre reajustar sozinho as passagens do metrô — o que seria uma medida de forte cunho impopular — ou seguir pelo caminho do prefeito eleito.