Política

Doria chama grevistas de preguiçosos e diz: “se querem bloquear meu acesso, que acordem cedo”

"Acordo cedo e trabalho, não sou grevista que dorme, é preguiçoso e acorda tarde", disse o prefeito em entrevista à rádio Jovem Pan

SÃO PAULO – O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), criticou os grevistas desta sexta-feira (28), chamando-os de “preguiçosos”. Segundo ele, os manifestantes que planejavam o bloqueio do tucano ao trabalho em frente à sua casa,  não conseguiram êxito, pois ele “acorda cedo”.

“Acordo cedo e trabalho, não sou grevista que dorme, é preguiçoso e acorda tarde”, disse o prefeito em entrevista à rádio Jovem Pan. O tucano fez referência ainda a um personagem do seriado mexicano “Chaves”, marcado pela pouca disposição: “Não sou Jaiminho, não”, disse. “Volto a dizer a esses grevistas que tentaram bloquear meu acesso: acordem mais cedo, vagabundos, porque o prefeito acorda cedo e trabalha muito”, complementou. 

O tucano também classificou os participantes da greve de “peleguistas”. Segundo ele, grande parte daqueles que estão em greve são pessoas que fazem política partidária há muitos anos em benefício pessoal. 

O prefeito ainda reafirmou que vai cobrar multas daqueles que romperam com a decisão da Justiça, que determinou circulação mínima de 80% dos ônibus municipais, mas disse que não vai prejudicar os servidores que chegarem atrasados ao seu local de trabalho, visto que as condições de trânsito e transporte não estão normais.

Segundo Doria, a Guarda Civil Metropolitana e a Polícia Militar estão trabalhando para abrir as ruas e avenidas que os grevistas estão bloqueando. O prefeito também disse que há um comando reunido para definir ações rápidas para solucionar efeitos da greve.