Ajuste fiscal

Do PMDB, vice da Câmara aconselha governo a adiar reforma da Previdência “para não perder votação”, diz jornal

O parlamentar argumenta que, após a divulgação da "Lista do Fachin", o momento atual é de "muita tensão" em Brasília 

SÃO PAULO – O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Fábio Ramalho (PMDB-MG),  afirmou que o presidente Michel Temer deveria adiar a discussão sobre as mudanças na Previdência.

“Eu, se fosse o governo, recolhia ela (reforma da Previdência). É melhor recolher que perder. E mandaria uma nova reforma discutida com a sociedade. É a melhor maneira de ganhar essa batalha”, disse, segundo a Folha de S.Paulo.

O parlamentar argumenta que, após a divulgação da “Lista do Fachin”, o momento atual é de “muita tensão” em Brasília e não é adequado para a apreciação de projetos como a reforma previdenciária. Ramalho disse ainda que toda a sociedade brasileira é contrária ao projeto do governo.

PUBLICIDADE

Apesar de integrar o mesmo partido do presidente, Ramalho rompeu com Temer em fevereiro deste ano. Nesta quarta-feira, ele se reuniu com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, às 11h. O ministro da Fazenda está conduzindo encontros com parlamentares ao longo de todo o dia.