Enfim, o anúncio

Dilma oficializa Levy como ministro da Fazenda e Nelson Barbosa para o Planejamento

Alexandre Tombini foi mantido na presidência do Banco Central; novos ministros responderão a poucas perguntas às 16h

SÃO PAULO – Após um mês de espera, a presidente Dilma Rousseff oficializou a tão aguardada equipe econômica nesta quinta-feira (27) à tarde, às 15h25 (horário de Brasília). A presidente nomeou Joaquim Levy para o ministério da Fazenda e Nelson Barbosa para o Planejamento, confirmando especulações que já rondavam o mercado por pouco menos de uma semana. Alexandre Tombini foi mantido na presidência do Banco Central. 

Os ministros que são titulares do cargo no momento, Guido Mantega (Fazenda) e Miriam Belchior (Planejamento) continuam no cargo até a posse, que ainda não foi marcada. Os novos ministros vão conceder entrevista às 16h e devem responder a poucas perguntas. 

Confira a nota oficial na íntegra:

PUBLICIDADE

“A presidenta Dilma Rousseff anunciou, hoje, três nomes da equipe econômica do seu ministério.

Para o Ministério da Fazenda, a presidenta indicou o sr. Joaquim Levy. O novo titular do Ministério do Planejamento será o sr. Nelson Barbosa. O ministro Alexandre Tombini, presidente do Banco Central, foi convidado a permanecer no cargo.

Os ministros Mantega e Miriam permanecerão em seus cargos até que se conclua a transição e a formação das novas equipes de seus sucessores.

A presidenta agradeceu a dedicação do ministro Guido Mantega, o mais longevo ministro da Fazenda do período democrático. Em seus doze anos de governo, Mantega teve papel fundamental no enfrentamento da crise econômica internacional, priorizando a geração de empregos e a melhoria da renda da população.

À frente do Ministério do Planejamento, a ministra Miriam Belchior conduziu com competência o andamento das obras do PAC e a gestão do Orçamento federal”.