Dilma lamenta a saída de Palocci da Casa Civil por motivos pessoais e políticos

Presidente teceu diversos elogios ao amigo, mas se disse satisfeita com a solução encontrada para garantir o trabalho na pasta

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A presidente Dilma Rousseff lamentou a saída do ministro Antonio Palocci da pasta da Casa Civil, durante cerimônia de transmissão de posse no Palácio do Planalto nesta quarta-feira (8). Dilma alegou ter “motivos de ordem política, administrativa e pessoal” para sentir-se abalada pelo afastamento do “querido companheiro” de partido. 

A presidente teceu diversos elogios ao amigo, que teve importância fundamental no sucesso da campanha eleitoral, ela disse. Ao mesmo tempo, Dilma contrapôs a saída de Palocci à chegada de Gleisi Hoffmann, senadora paranaense que assumiu o cargo mais importante do governo nesta quarta-feira.

“Estou triste pela saída de Palocci, mas estou satisfeita com a solução que encontrei para garantir o trabalho na Casa Civil. Assume uma amiga. Seja bem vinda, senadora e amiga Gleisi Hoffmann”, declarou Dilma. 

PUBLICIDADE

Economia, distribuição de renda e inflação são alguns desafios de Gleisi
A presidente, de forma conciliadora, deu as boas vindas à mais uma mulher na equipe de governo e alertou para os desafios atuais que ela terá de enfrentar. “Nossos desafios são enormes na economia, com a distribuição de renda, controle da inflação e para assegurar que um país rico é um país sem miséria”, afirmou.