Zero Hora

Dilma irá ao julgamento do impeachment no Senado, confirma ex-ministro a jornal

A presidente afastada planeja participar em pelo menos duas manifestações antes do início do julgamento: um em Brasília e outro em São Paulo

SÃO PAULO – A presidente afastada Dilma Rousseff decidiu que comparecerá ao seu julgamento no Senado para fazer a própria defesa no processo do impeachment. A informação foi dada pelo ex-ministro do Trabalho e Previdência Miguel Rossetto, que esteve a semana com a presidente para traçar a estratégia final para o processo, ao jornal Zero HoraSegundo o aliado da petista, a data usada como referência para seu discurso é 29 de agosto.

“A presidente falará aos senadores e ao país que reafirma seu compromisso com o mandato popular conquistado nas urnas. Ela reafirmará que não há crime de responsabilidade e defenderá a necessidade, diante da crise política, de ouvir a população sobre os rumos do país”, afirmou Rossetto ao jornal gaúcho.

O aliado apoia o uso da palavra “golpe” nos textos e mensagens enviadas pela presidente. A presidente afastada planeja participar em pelo menos duas manifestações antes do início do julgamento: um em Brasília e outro em São Paulo.

PUBLICIDADE