Garantia para visita

Dilma exige que deixe de ser espionada pelos EUA para visitar Obama, diz Folha

A presidente teria ficado "fora de si" com a informação de que continua sendo espionada e exige garantia de Obama que esteja fora da lista

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, a presidente Dilma Rousseff vai exigir que o seu colega americano, Barack Obama, deixe se ser espionada para que ela visite os Estados Unidos.

Dilma iria a Washington em 2013, mas cancelou a viagem após o escândalo de espionagem pela agência NSA. O Conselho de Segurança Nacional dos EUA está revendo a lista de líderes espionados pela NSA e o presidente americano já havia pedido que a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, saísse da lista.

Contudo, de acordo com reportagem do New York Times de fevereiro, líderes do Brasil e México continuam sendo espionados. Dilma teria ficado “fora de si” com a informação e exigiria uma “garantia” do presidente de que ela também está fora da lista, segundo apurou a Folha. E, só assim, dará início à série de diálogos ministeriais que preparam o terreno para a visita para a Casa Branca.